Análise: EFootball Pro Evolution Soccer 2021 Season Update

Comemorando seus 25 anos, PES dá uma triste despedida para atual geração!

 

Em algumas análises anteriores, já alertava que, dadas as pequenas alterações de um game para outro, seria mais justo entregar apenas uma atualização. Não é que isso aconteceu? É… mais ou menos.

 

Quando surgiram as notícias que a Konami daria foco total na preparação da versão 2022, com grandes mudanças, um novo motor gráfico para a nova geração, e que para aguardar teríamos uma atualização para “aguentar as pontas”, já era sabido que não teríamos relevantes novidades. Mas não que o jogo seria piorado, isso mesmo, piorado!

 

Quando digo que o jogo foi piorado não se enquadra no gameplay, mas sim, em um contexto geral. Explicarei melhor!

 

PES desde sua versão 2017 sofreu uma melhora considerável, principalmente em gráficos e jogabilidade. A forma que os jogadores batem na bola, cabeceiam, dominam é muito bem feito, apesar de ainda sofrermos com a fluidez meio robótica em certos momentos e um goleiro absolutamente lamentável.

 

Em termos gráficos refuto o PES muito a frente do seu concorrente. É bom ver o trabalho realizado com as faces e mínimos detalhes durante uma partida. Mas passado esse período estagnou novamente. E a versão 2021 só chancela a “preguiça” na entrega da, hoje, “atualização”.

 

Estádios brasileiros são retratados de forma perfeita.

 

EFootball Pro Evolution Soccer 2021 Season Update chega com exatamente o mesmo jogo da versão 2020, rigorosamente o mesmo jogo!

 

As poucas mudanças em termos de gameplay foram, a ligeira melhora no “bug” de erros de arbitragem, tão irritante na versão original, alguns domínios de bola, novas comemorações, alguns novos treinadores na Master League, como Pep Guardiola, e só! (joguei cerca de 20 partidas para conseguir observar algo diferente).

 

Guardiola na Master League é uma das poucas novidades.

 

Ah sim, os goleiros continuam BIZARROS!!! Quem me acompanha aqui no Kapoow, sabe o quanto me revolto com a falta de empenho da equipe de PES em dar movimentos minimamente reais aos arqueiros. Continuam parando no ar e tão elásticos quanto o C3PO! É muito triste.

 

Em termos de licenças, aí vai o ponto que me incomodou ao ponto de dizer que tivemos um piora. Perdemos ainda mais equipes, como Inter e Milan, e o Campeonato Brasileiro é de doer! Mesmo sendo “licenciado”.

 

Entendemos totalmente a questão dos jogadores brasileiros e suas frescuras nos direitos de imagem, mas não dá para entregar algo assim. O Palmeiras agora é completamente genérico, assim como os jogadores do Grêmio, e o Corinthians, parceiro oficial, entrega um elenco com meia dúzia de jogadores! Para entenderem o “drama”, o Timão não tem em seu elenco, que atualmente já não é lá essas coisas, nomes como Jô, Boselli, Cantillo, Bruno Mendéz, entre outros! Além da completa desatualização, que não nos dá esperanças de melhora, pois a versão 2020, mesmo com tantos DLCs em nenhum momento atualizou as equipes brasileiras.

 

Palmeiras é São Paulo Barra Funda!

 

Davó é o único atacante do Corinthians!

 

Se levarmos em consideração o trabalho realizado com o Campeonato Argentino, por exemplo, a diferença é absurda. Algo na mesma linha, o jogador do Bayer, o canadense Alphonso Davies, é garoto propaganda e sequer tem sua seleção no jogo. Fica muito estranho.

 

O lado positivo fica com o retorno da liga Colombiana que teve a licença perdida na versão anterior.

 

Agora, o maior erro de PES 2021 é se chamar atualização e não atualizar nenhum elenco!!! Nenhuma equipe do jogo tem transferências realizadas. E o game chega aos fãs totalmente desatualizado! Não seria melhor aguardar um pouco e se esforçar mais para entregar algo mais pronto?

 

O modo da EURO, é um game a parte e uma das melhores coisa em PES 2021. Totalmente licenciada, com todas as seleções Europeias presentes e com seus uniformes atualizados, criando praticamente um jogo novo, nisso a Konami acertou em cheio.

 

A EURO é a melhor coisa de PES 2021.

 

Como não houve mudanças significativas, não mencionei os demais modos de jogo. Até por isso, para quem sequer jogou a versão 2020, deixo aquela que é análise mais fiel do game, feita pelo Kapoow, no lançamento, aqui. Assim terão a melhor noção do que esperar!

 

Como sempre PES são 2 jogos em um. Para notar isso, basta jogar uma partida entre um time licenciado e outro genérico. Mas novamente aprovo a Konami em dar espaço para que os fãs criem Option Files, os famosos Patchs, que transformam o jogo. Algo que a concorrência ainda não se importou.

 

Apesar de uma “Atualização”, PES 2021 não trás nada de novo. É, sem dúvida, um caminho mais justo quando realmente não haverá mudanças, ser “honesto” e deixar isso claro, podendo se tornar algo a ser feito com games de esporte daqui para frente. Porém, não pode ser entregue algo tão inacabado. O que acaba não compensando a aquisição do produto, mesmo com um valor “menor”.

 

Em resumo, se você já tinha a versão 2020, não há necessidade de ter a 2021, a não ser que seja muito fã. Agora, se não tinha, é melhor ir direto para essa, não esquecendo de procurar um bom Patch!

 

eFootball PES 2021 Season Update está disponível para Xbox One, PlayStation 4 e PC. A cópia foi cedida pela  parceria editorial com a Konami.

 

 

e-Football PES 2021 Season Update

Desenvolvedora: Konami
Plataformas: Xbox One, Microsoft Windows, PS4
Nota: 5.5/10 (sem Patch) – 8/10 (com Patch)

 

Siga o Kapoow no Instagram e saiba das novidades!

 

Análise: EFootball Pro Evolution Soccer 2021 Season Update

Fábio Silvestrini
Sobre o autor
- Italo-hispânico com personalidade mais puxada para a segunda, Silvestre é formado em propaganda e marketing, mas viveu boa parte de sua vida curtindo games em terceira pessoa, futebol e estrelados por personagens famosos dos cinemas e dos HQs. Dos quadrinhos, aliás, nasceu outra de suas paixões, o desenho. Logo, não se espante caso algum review do cara venha acompanhado por alguma ilustra bacana.