Análise: Exterminador do Futuro – Destino Sombrio (Com Spoilers)

31/10/2019 07:28
   

Como eu disse nas impressões sem spoilers, se você é fã da série do Exterminador do Futuro não vai se decepcionar. É o melhor desde T2: Julgamento Final, mas considerando que as 3 últimas continuações da franquia são filmes ruins, ser um filme melhor não requer um esforço muito grande.  James Cameron estar envolvido também ajudou na qualidade e a serie finalmente ganhou uma continuação a história de T2. Cheio de spoilers hein? Vamos lá.

 

 

A História

 

Já nos primeiros minutos de filme vem a grande reviravolta na franquia. Após T800(Arnold Schwarzenegger), Sara Connor (Linda Hamilton) e John Connor (Edward Furlong) interromperem o dia do julgamento final da humanidade ao derrotar a Skynet em Exterminador do futuro 2 todos pensaram que o futuro estava salvo. O que eles não esperavam é que a antes de ser destruída, a Skynet enviou outro T800 para matar John e esse novo exterminador conseguiu assassinar o garoto. Sem John para liderar a humanidade e com um novo futuro estabelecido, uma nova inteligência artificial conhecida como Legião, que começou como um programa antiterrorista, dizimou a população com bombas nucleares e agora manda os Exterminadores para caçar os últimos humanos. A líder da resistência Dani (a nova John Connor) manda uma humana modificada para o passado para se proteger do Exterminador da Legião, o Rev 9(Gabriel Luna). Para completar o time Sara Connor e o T800 que matou John Connor acabam se juntando a missão de sobreviver a Legião.

 

 

O que funcionou?

 

Grace (Mackenzie Davis): Preciso começar por ela. Mackenzie deu um show como a humana melhorada enviada ao passado para proteger Dani. Todas suas cenas de ação foram muito bem conduzidas e já quero ela como heroína em algum filme da DC/Marvel

Sara Connor (linda Hamilton): A atriz nasceu para esse papel e seu carisma sobra na tela. Ela é a grande protagonista da franquia.

T800(Arnold Schwarzenegger): É uma outra versão, e com ela a melhor atuação de Arnold em anos. Ainda conseguiu explicar como um Exterminador sente os efeitos do tempo.

John Connor (Edward Furlong): A grande surpresa do filme. Não por ter voltado, mas da forma que foi utilizado, dando um reboot na linha temporal.

 

 

O que não funcionou?

 

Rev 9 (Diego Luna): Diego não está ruim como o Exterminador, mas parece que quanto mais humano os Exterminadores ficam, mais se perde o aspecto de terror da Inteligência artificial.

John Connor reviravolta: a ideia do reboot foi boa, mas fizeram uma cópia do primeiro Exterminador. A história poderia seguir outros caminhos. Como filme ficou ótimo, mas como fã da franquia, toda a mitologia foi jogada fora.

 

 

Em resumo o diretor Tim Miller fez o que se esperava e trouxe cenas de ação competentes com pitadas de humor no estilo Deadpool. De um modo geral, vale a pena ir ao cinema e conferir Exterminador do Futuro: Destino Sombrio, tanto pela ação quanto pela nostalgia, além de um inspirado elenco.

 

 

Exterminador do Futuro: Destino Sombrio

ANO:2019
PAÍS:EUA
DIREÇÃO: Tim Miller
ROTEIRO: James Cameron, Charles Eglee, Josh Friedman, David Goyer,
ELENCO: Linda Hamilton, Arnold Schwarzenegger, Edward Furlong, Mackenzie Davis, Diego Luna, Natalia Reyes.
Nota: 7.5

 

Daniel Salles
Sobre o autor
- Cinéfilo, louco por séries, games, HQ e mundo Nerd em geral. Daniel "Baluarte", também é professor de futsal e amante de esportes, onde dedicou a maior parte de sua carreira.