Análise: SEE

See, peso pesado como Jason Momoa!

 

A briga no mundo dos streamings ganhou mais um concorrente gigante e pesado, assim como seu personagem principal Jason Momoa (como Baba Voss). See, produzida pela Apple TV+, é uma boa surpresa e com um elenco hollywoodiano.

 

Conseguiram até dar um novo ar à narrativa conhecida de um mundo pós apocalíptico e religioso, onde a raça humana perde a visão e tenta se reinventar para sobreviver. Os humanos usavam o poder dos olhos para conquistar o mundo, e tão grande arma os fez abandonar a Terra e destruí-la. Alguns dizem que a visão foi tirada por Deus para salvar o planeta da destruição, outros acreditam em uma profecia em que o dom da luz está sendo restaurado, dado apenas a pessoas escolhidas para a reconstrução do mundo. Boa reflexão para esta pandemia.

 

Se você não assistiu ainda e não quer spoilers, pare a leitura aqui.

 

Tudo muda quando a tribo Alkenny recebe a desconhecida Maghra (Hera Hilmar), grávida de gêmeos. Baba Voss, líder da tribo se apaixona e adota as crianças com as bênçãos da sábia Paris (Alfre Woodard), membra mais velha da comunidade. Os Caçadores de Bruxas, exército da insana Rainha Kane (Sylvia Hoeks), governante do Reino Payan, tem a função de manter a ordem e tirar a esperança de um futuro diferente do caos que já se acostumaram. Encontram pistas da profecia do nascimento de bebês gêmeos capazes de enxergar e vão atrás da tribo, iniciando uma luta e perseguição às cegas em um ritmo alucinante.

 

No desenrolar da trama descobrem que os bebês Kofun e Haniwa são filhos de Jerlamarel (Joshua Henry), herege e pregador da visão. O misterioso pai deixou uma caixa com chaves para o futuro: livros! (que brilhante reflexão). Todo o conhecimento dos antigos está dentro dos clássicos da literatura e leva os irmãos a pensarem em um mundo melhor.

 

Com a chegada dos Caçadores de Bruxas a tribo foge seguindo as pistas deixadas às crianças pelo pai, rumo a uma cidade construída para um futuro melhor. Lá descobrem que a heresia é mesmo insanidade da cabeça de seu mestre, que quer usar os filhos como cobaias. Interessante como a visão parece ser um dom e uma perdição realmente aos humanos. As lutas são sufocantes às escuras, mas os olhos não permitem ver o todo, diminuindo o poder da audição, por exemplo.

 

Quer mais pedrada? Maghra é irmã mais velha da Rainha Kane, mas abdicou do trono por se envolver com as profecias.

 

A primeira temporada ainda não dá todas as respostas de quem é e quais os planos de fato de Jerlamarel e Maghra. A saga termina na busca pela irmã desaparecida no forte de seu pai de sangue.

 

Vale a pena assistir esta boa série! Recebe o selo Kapoow!

 

 

SEE

ANO:2019 / PAÍS:EUA
DIREÇÃO: Francis Lawrence, Steven Knight
ELENCO: Jason Momoa, Alfre Woodard, Sylvia Hoeks, Hera Hilmar, Christian Camargo
Distribuição: Apple TV+
Nota: 9/10

 

Análise: SEE

Wagner Botelho
Sobre o autor
- é formado em filosofia (sim, isso mesmo! rs), divide sua paixão entre as séries, filmes, games e família. Estudioso sobre as religiões e as juventudes, gosta de conversar, interpretar e (re)significar a religiosidade em suas diferentes manifestações, linguagens e paisagens presentes nas culturas e nas sociedades.